Blog Rosy Santos

Não Tenho Rancores nem Ódios

Oie...  hoje resolvi postar uma linda Reflexão do altor Fernando Pessoa do qual me identifiquei muito com essa reflexão, pois sou um tipo de pessoa que não consigo guardar rancores e nem ódio de ninguém, nem mesmo de quem merece esse tipo de sentimentos meu. Pois por muitas vezes passo por várias injustiças e culpas da qual fico me perguntando o porque. Pois sou uma pessoa totalmente reservada na minha, e super na minha, não faço mal a ninguém, e busco sempre esta de boa com todo mundo, até mesmo com as que sei que não gostam de mim. Enfim, tem coisas em mim que só conhecendo pra ver, porque falar de mim mesma se torna um pouco fácil né rsrs

Então meus amores o texto de reflexão fala o seguinte:

Pertenço a uma geração que ainda está por vir, cuja alma não conhece já, realmente, a sinceridade e os sentimentos sociais. Por isso não compreendo como é que uma criatura fica desqualificada, nem como é que ela o sente. É oca de sentido, para mim, toda essa (...) das conveniências sociais. Não sinto o que é honra, vergonha, dignidade. São para mim, como para os do meu alto nível nervoso, palavras de uma língua estrangeira, como um som anónimo apenas. 
Ao dizerem que me desqualificaram, eu não percebo senão que se fala de mim, mas o sentido da frase escapa-me. Assisto ao que me acontece, de longe, desprendidamente, sorrindo ligeiramente das coisas que acontecem na vida. Hoje, ainda ninguém sente isto; mas um dia virá quem o possa perceber. 
Procurei sempre ser espectador da vida, sem me misturar nela. Assim, a isto que se passa comigo, eu assisto como um estranho; salvo que tiro dos pobres acontecimentos que me cercam a volúpia suave de (...). 

Não tenho rancor nenhum a quem provocou isto. Eu não tenho rancores nem ódios. Esses sentimentos pertencem àqueles que têm uma opinião, ou uma profissão ou um objectivo na vida. Eu não tenho nada dessas coisas. Tenho na vida o interesse de um decifrador de charadas. 
Mas eu não tenho princípios. Hoje defendo uma coisa, amanhã outra. Mas não creio no que defendo hoje, nem amanhã terei fé no que defenderei. Brincar com as ideias e com os sentimentos pareceu-me sempre o destino supremamente belo. Tento realizá-lo quanto posso. 
Nunca me tinha sentido desqualificado. Como lhe agradecer ter-me ministrado esse prazer! Ele é uma volúpia suave, como que longínqua. 
Não nos entendem, bem sei... 
...Assim como criador de anarquias me pareceu sempre o papel digno de um intelectual (dado que a inteligência desintegra e a análise estiola). 

Fernando Pessoa, 'Páginas Íntimas e de Auto-Interpretação' 

Lindo né?? eu amei esse texto. Se você também gostou compartilha em suas redes sociais, para que ajude as pessoas quem tem esse tipo de sentimento possa refletir sobre essa linda reflexão e passa a amar mais as pessoas ao invés de guardar em seu coração rancor e ódio.

Será se o Soro Fisiológico é bom mesmo??

Oie... Olha eu aqui dando as caras de novo hihihii Bom... Gente vi que ta rolando na internet várias receitinhas caseiras com soro fisiológ...